Você É O Que Come – Prevenir É Melhor Que Remediar

Associada aos exames clínicos, a alimentação tem papel importante na prevenção de algumas doenças.
Alguns alimentos possuem a capacidade de proteger o organismo evitando danos oxidativos ao DNA e, com isso, prevenindo a replicação errada da célula, ou seja, evitando a formação de doenças crônicas e degenerativa.
LINHAÇA, SARDINHA, ATUM, SALMÃO SELVAGEM, ÓLEO DE PEIXE E ARENQUE
A semente, os peixes e seus derivados são fontes de ômega 3. Sabe-se que os ácidos graxos poliinsaturados da série 3, pode prevenir o câncer de mama.
VEGETAIS ALARANJADOS, FRUTAS CÍTRICAS, OLEAGINOSAS E VERDURAS VERDES ESCURAS
Entre os micronutrientes mais investigados por sua atuação quimiopreventiva no câncer de mama, destaca-se: as vitaminas antioxidantes, ou seja, a vitamina A (presente nos vegetais de cor laranja), a vitamina C (encontrada nas frutas cítricas) e acido fólico (existente em verduras escuras, como espinafre, couve), bem como o mineral selênio (presente na castanha do Brasil e outras oleaginosas). Uma das ações das vitaminas e minerais é a defesa contra os radicais livres (responsáveis por danos ao DNA).
CEBOLA, ALHO, ALHO-PORÓ E CEBOLINHA
Normalmente usados para dar aquele gostinho especial na comida, esses quatro alimentos auxiliam na prevenção do câncer de mama. Possivelmente, devido à capacidade de excreção de produtos carcinogênicos.
COUVE, BRÓCOLIS, COUVE DE BRUXELAS, COUVE FLOR
Tais hortaliças, além de ricas em vitamina A, são fontes de um fitoquímico chamado isotiocianato, que ajuda na prevenção da doença. De uma forma geral, esse composto atua inibindo o metabolismo oxidativo de vários carcinógenos, que levam a danos no DNA.